Biografia

Cher, nascida como Cherilyn Sarkisian em 20 de maio de 1946, é uma cantora, atriz, apresentadora, diretora e produtora cinematográfica e musical estadunidense. Apelidada de “Deusa do Pop”, ela ganhou um Oscar, um Grammy, um Emmy, três Globos de Ouro e um prêmio do Festival de Cannes, entre outros, por seu trabalho no cinema, na música e na televisão. Ela é a única pessoa na história a receber todos esses prêmios.

Nascida em El Centro, Califórnia, Cher se mudou para Los Angeles aos 16 anos e começou sua carreira como vocal de apoio nas gravações do produtor Phil Spector. Mais tarde, ganhou destaque como parte da dupla de pop rock Sonny & Cher, com o sucesso da canção “I Got You Babe”, em 1965.

Posteriormente, estabeleceu-se como artista solo e tornou-se uma estrela de televisão em 1971 com o The Sonny & Cher Comedy Hour, um programa de variedades pelo qual ela ganhou um Globo de Ouro. Um bem recebido desempenho no filme Silkwood (Silkwood – O Retrato de uma Coragem) rendeu-lhe uma indicação ao Oscar de melhor atriz coadjuvante em 1984. Nos anos seguintes, Cher atuou em uma série de filmes de sucesso, incluindo Mask (Marcas do Destino), The Witches of Eastwick (As Bruxas de Eastwick) e Moonstruck (Feitiço da Lua), pelo qual ela ganhou o Oscar de melhor atriz em 1988.

Ao longo de uma carreira de cinco décadas, Cher vendeu mais de 100 milhões de álbuns em todo o mundo, o que a faz uma das artistas mais bem-sucedidas de todos os tempos. Ela é a única artista a alcançar o primeiro lugar nas paradas da Billboard em cada uma das últimas seis décadas. Seu hit dance “Believe” é a gravação mais vendida de sua carreira e foi o single mais vendido de 1999, com mais de 11 milhões de cópias vendidas em todo o mundo. Ela possui o recorde do Hot 100 de maior extensão de tempo de hits n° 1, com 33 anos entre o lançamento do seu primeiro e do seu mais recente single n° 1 no Hot 100 da Billboard, em 1965 e 1999, e é a mulher mais velha (aos 52 anos) a ter um hit n° 1 no Hot 100.

Entre seus sucessos musicais, destacam-se

- All I Really Want to Do
- Bang Bang (My Baby Shot Me Down)
- The Beat Goes On
- Gypsys, Tramps & Thieves
- The Way of Love
- Half-Breed
- Dark Lady
- Take Me Home
- I Found Someone
- We All Sleep Alone
- After All
- If I Could Turn Back Time
- Just Like Jesse James
- The Shoop Shoop Song (It’s in His Kiss)
- Walking in Memphis
- Believe
- Strong Enough
- Song for the Lonely

Cher encerrou a Living Proof: The Farewell Tour em 2005 como a turnê mundial por uma cantora solo mais bem-sucedida da história. Ela assinou em 2008 um contrato de 60 milhões de dólares com o Caesars Palace em Las Vegas para fazer uma série de shows intitulada Cher at the Colosseum, que durou até fevereiro de 2011. Cher possui uma extensão vocal de contralto profundo.
Década de 1960: Sonny & Cher

Aos 16 anos, Cher abandonou a escola e se mudou para Los Angeles. Ela teve aulas de atuação e passou por vários empregos para se sustentar. Ela chegou a dançar em pequenos clubes na Sunset Strip em Hollywood, e se apresentou para artistas, empresários e agentes. Segundo o biógrafo Connie Berman, “a jovem não hesitava em se aproximar de qualquer um que ela achava que pudesse ajudá-la a [...] fazer um novo contato ou obter testes.” No final de 1962, Cher conheceu Sonny Bono em uma cafeteria de Los Angeles. Sonny, que era 11 anos mais velho, trabalhava como assistente do produtor Phil Spector. Cher, que na época estava desabrigada, aceitou a oferta de Sonny para trabalhar em sua casa como governanta.

A relação dos dois rapidamente cresceu e eles se tornaram amigos inseparáveis, comprometeram-se e mais tarde casaram. Por intermédio de Sonny, Cher começou a trabalhar como cantora em 1963, e foi vocal de apoio em várias produções clássicas de Spector, incluindo “You’ve Lost That Loving Feeling” do The Righteous Brothers e “Be My Baby” do The Ronettes. Sua primeira gravação solo foi o malsucedido single “Ringo, I Love You”, lançado sob o pseudônimo de Bonnie Jo Mason. Com Sonny escrevendo, arranjando e produzindo as canções, a primeira encarnação de Cher e Sonny foi como a dupla “Caesar & Cleo”. Eles receberam pouca atenção, apesar do lançamento dos singles “The Letter” e “Love Is Strange” em 1964.

No final de 1964, Cher (então conhecida como Cherilyn) assinou com a Imperial Records, e Sonny veio como produtor. O single “Dream Baby” conseguiu audiência em Los Angeles, tornando-se um hit local. Suspeitando estar no caminho certo, a dupla Sonny & Cher, como eram agora conhecidos, assinou um contrato com a gravadora Reprise Records e lançou seu primeiro single, “Baby Don’t Go”. A canção se tornou um grande sucesso local em Los Angeles, possibilitando a mudança da dupla para a Atco Records. O primeiro álbum do duo, Look at Us, foi lançado no verão de 1965 e permaneceu na segunda posição da Billboard 200 por cinco semanas.

A canção “I Got You Babe” chegou ao primeiro lugar nos Estados Unidos e no Reino Unido simultaneamente em agosto de 1965 e se tornou um hit internacional. O relançamento de “Baby Don’t Go” alcançou a oitava posição no Billboard Hot 100. Vários outros hits menores se seguiram, incluindo “Just You”, “But You’re Mine”, “What Now My Love” e “Little Man”, até “The Beat Goes On” trazer o duo de volta ao Top 10. Entre 1965 e 1972, Sonny & Cher registraram 11 hits no Top 40 da Billboard, incluindo seis hits Top 10, e venderam 80 milhões de álbuns e singles em todo o mundo.